domingo, 25 de dezembro de 2011

Feliz Aniversário Senhor!

E passou o natal.
O aniversário do Senhor Jesus, celebração que raramente hoje é feita ja que o papai capitalista noel existe unicamente para fazer pessoas ganharem presentes.
Eu só tenho a agradecer, por mais que meu natal não tenha sido bem animado eu agradeço a Deus pelas oportunidades que ele me concedeu, pela reflexão dos problemas, e por ter me ajudado a encontrar soluções. Quando a visão parece turva, dificilmente enxergamos...
Não tenho que carregar uma carga que não é minha.
Heróis mundanos são passageiros, os heróis de Deus são eternos.
Não tenho do que me queixar, muita gente nesse mundo gostaria de ter a vida que tenho e ainda sim reclamo por achar que nunca está bom. Está sim.
So preciso resolver meu coração, essa é a unica parte de mim mal resolvida rsrs

 
Eu so tenho a agradecer pela saúde, por ter superado aquele acidente, pela minha defeituosa familia mas que amo mesmo assim.
Apenas agradeço a Deus por Jesus nas nossas vidas.
Que Deus perdoe meu pecados.
Que todos aqueles que me rodeam sejam abençoados por esse amor divino.

E todos nós possamos sorris com o figado, o pancreas e todas as partes do corpo.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Cansado!

Cansado.
Esta é a palavra.
Cansado de um longo período na faculdade
Cansado de ter os esforços sugados entre vis
Cansado de os ombros pesados de um peso que não é meu
Cansado de me esforçar para dar o máximo, quando na verdade foi apenas o minimo
Cansado, de tudo.
Quando eu penso no que já fiz, pensei hoje talvez teria algum efeito
Outro coroado herói em meu lugar
Tudo parece então em vão, nada importou de verdade.
Só fui sugado, usado, dilacerado, culminado as sombras...
Porque então tudo me leva até elas?
Daria o meu corpo e o meu sangue
Me jogaria as chamas para não queimar mais.
Mas ainda arde.
Como um vulcão contido pelo gelo.
E como não tem pra onde ir, ele transborda em mim
Parece que nem as mais avidas melodias me acalmam ultimamente
É apenas o desejo de despertar...
Como, uma vitória final.
Na verdade, só quero que acabe logo
A esperança é o que nos mantem vivos não é verdade?
E se tudo isso não passar de uma ilusão?
Só queria que a lua cheia dessa vez mudasse algo...
Quero a minha alma lupina de volta...


sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Jonh Wolf e o Vale das Sombras

"Eis que acordou um dia onde não tinha tempo.
O dia não era claro, nem a noite tão escura.
Eis que um dia ele olhou para trás e viu todo seu passado.
Para baixo, olhou o seu presente.
E para cima o seu futuro.
Eis que ele se viu nas gotas de orvalho.
E ficou supreso ao ver que não sorria.
Eis que ele ficou supreso quando colocou a mão no peito.
Não tinha nada, nem pulso, nem batida.
Acreditara estar morto, mas não.
Eis que é acertado por uma lança, e vê seu sangue esvair.
Eis que vê que estara vivo, so que não tinha mais sua "humanidade".
Quando veio a perceber, ja era tarde.
Atrás um campo verde.
A frente uma imensidãode neve e gelo.
Abaixo, um abismo..."

Existem escolhas.
Existem caminhos.
Existem destinos.
E sacrifícios, nada vale se não tiver sentido
Encarar desafios se faz todos os dias
Superar-los é a diferença.
O que ele fez era impossivel, mas ninguem avisou que era.
Tudo depende do que está dentro de nós.
Se feliz, sorrir, amar, brincar, conquistar.

"Eis que ergueu a cabeça
Eis que se levantou
Eis que acreditou
E remou com fé"
"Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo.” (Salmo 23.4)

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A Voz!


Escravo do desejo, ele continua a sua busca pelo que é incerto.
Vagando entre os caminhos gelados,
depende unicamente do sentido para sobreviver

Seu coração faz com que seu corpo continue aquecido em meio a imensidão branca.
Será mesmo que tem neve envolta dele?
Ou é apenas a visão turva de quem não consegue enchegar o verde?
Não se sabe ao certo.

De repente, após parar pra descansar, uma voz o indaga
"- O que fazes por estas terras geladas?"
Ele responde sem medo.
"- Procuro resposta."
A voz volta a indagar:
O que o pertuba tanto para vir tão longe procurar algo tão simples?
Ele suspira, pensa um pouco e responde:
".........O sentido, daquilo que um dia chamei de vida."
A Voz continua:
"Te dei a vida, até quando vai desperdiça-la?"

sábado, 3 de dezembro de 2011

Poesia Abstrata


E imensurável foi esse sentimento que ultimamente me domina.
Nostalgicamente vejo o tempo passar, e quando me dou conta de tudo ao redor, me parece que a vida passou e eu fiquei parado.
Diante da chuva e do sol, eu respiro mas nada sinto.
Diante da grandiosidade de um sorriso, apenas vejo se tiver espelho.
Ainda falta algo... eu sinto isso...
Ou talvez seja essa mania incontrolável de achar que nunca está bom.
E quando está não é pra mim.
Como posso dizer que a grama do vizinho esta mais verde? se nem grama tenho.
Sabias palavras ja ouvi: "Tu tens aquilo que cativas."
Será que cativei tudo errado?
Vi a Lua hoje, e senti ciumes.
Eu queria voar, me falta liberdade pra isso.
E nostalgicamente continuo a me prender por um apelo desesperado do meu corpo, 
por que meu coração eu ignorei.
E continuo ignorando.
O que falta é coragem!
Coragem de assumir, de seguir, de ser bom sem querer algo em troca.
Isso tudo icomoda que não tem o amor de Deus no coração.
Nostalgicamente, Dig a Pony.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Para Deus


Senhor meu corpo é teu para teu bem modo
Minha alegria é tua para o teu serviço
Minha estima surge do que é teu, e é maravilhoso
Senhor, obrigado pela benção que é te servir
Tudo na vida passa, mais nossas ações para Ti são eternos.

Nesse dia fui levar a quem precisa um pouco do que é o amor de Deus,
da solidariedade e mostrar que existe a bondade nos corações.
Não ha nada tão gratificante quanto o sorriso de uma criança,
deixa-la feliz não com o material, mais com a atitude, o gesto, o carinho.

Eu agradeço infinitamente por esta oportunidade.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Escolha viver!

“Ela era uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, eu fiz dela um amigo, agora ela é única no mundo.” 
(le petit prince)

Corre, a vida corre. E sem que percebamos o tempo vai seguindo seu curso natural.
se você pode rir, sorria, se você pode abraçar, abrace calorosamente, se você pode sentir, sinta!
Enquanto podemos escolher, provamos nossa vivacidade, nosso movimento de mudança.

“A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar.” (le petit prince)


É a vida, faz parte rir assim como chorar, não se envergonhe, sinta o que Deus proporcionou em sua vida, pois uma vida de indecisão resulta no marasmo de viver grandes emoções... e nos sentimos parados.

“Tu te tornas eternamente responsável por tudo aquilo que cativas”. (le petit prince)

Mais jamais deixe de cativar. Nem mesmo de cultivar.

“Foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante.” (le petit prince)

“E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelos cor de ouro. Então será maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo, que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo…”  (le petit prince)


E amarei, ouvindo legião urbana/los hermanos.

Assintindo o pequeno principe.


Obrigado Senhor por todas as oportunidades.

sábado, 13 de agosto de 2011

Agosto...

Se me perguntares, o mês do ano que tenho mais ansia que passe rapido eis aqui.
Fiz um ano do meu acidente com a moto, e por incrivel que pareça hoje bati com o carro.
Nada serio, mas Agosto...
Ja faz um tempo que não deixo ninguem meu coração habitar, quando toda crise começou?
Agosto...
Pode ser besteira, mais a mae de um dos meu melhores amigos também nos deixou a um ano, no mês de Agosto... e por ai vai...
Época fria, chove sempre no mês de agosto.
É quando sentimos falta de quem nos deixou, é um mês à gosto.
Com a falta dos meus irmãos da ICEL.
Com um iceberg dentro do peito, e uma chama queimando por dentro dele...
Meu Senhor obrigado por tudo que tens feito em minha vida, pelas revelações e mistérios resolvidos.
Agosto...

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Amigos, uma jornada para vida toda


A amizade é uma longa jornada, nela encontrei dois lobos Diego e Jeff que e me puseram em sua matilha, mais na frente encontrei o responsável por tais lobos, a mãe natureza Anderson e o rei dos caracóis Dinho. Com o passar do tempo a lua Luana foi a minha inspiração, assim como as palavras de coralina Carol, passei por campos de flores mais encontrei uma fada margarida capim-limão Rebeca, conheci as irmãs manson Itala e Betinha e as tenho em meu coração. Me deparei com uma lince negra Rose, e seu jeito único de ser e me fazer sorrir. Conheci um zorro asiático Henrique e um emo muito doido David. O cara mais pegador de jaboatão agora ta amarrado, mais ainda é o mestre dos mages Cal. Ainda que não os tenha visto pessoalmente, mais um Patola e um Chirozak também em meu destino passaram, assim como o que não está mais entre nós, eterno Obvious, mesmo assim os tenho como meus amigos até o fim dos dias pra mim. Mesmo que não esteja morando em frente a minha casa, como morava Nay e Nega estarão sempre comigo. E mesmo que tenha um cabeção que nem Dany, ou na Espanha como Áurea, ou até mesmo estudando em faculdades diferente como Camila, sei que posso contar com vocês. E de minha infância toda esteve sempre presente Rafael, e foi o que me ensinou a solar na guitarra. E ainda que seja famoso como Ozzy, ou seja parte da família Adams como Vandinha sempre contarão comigo. Ou seja o Insano poético como Allan, ou tire onda comigo no Cefet (IFPE) como Cynthyaaaa e Polinha. E seja também meu pupilo na guitarra como Ivinho, ou um carioca muito esperto como Ives. E pelo mundo a fora leve musica aos ouvidos alheios como Marcia, Dimitrix e Evandro. E que seja doce como um chocolate malvado, como Carolina, ou a própria Monalisa.

Não importa, estarão sempre comigo e a mim com vocês. Amigos!

Obrigado ao meu primeiro amigo Deus,
por permirtir que pessoas maravilhosas em minha vida habitassem.

domingo, 17 de julho de 2011

Luto...

Violencia...
O que você tira de nós?
Sorrisos...
Amizades...
Companheirismo...
Pessoas que nunca conhecemos...
Mas que faziam parte das nossas amizades...
Vá em paz meu amigo...
Que Deus te ilumine e te abençoe...
Luto pela morte do meu amigo, e companheiro de jogo Milton Anibal.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Pintando sorriso...


Pintando sorrisos a giz de cera.
Sorri, brinquei e vi todas as situações negativas passar...
Obrigado meu Senhor!
De todas as saudades que habitam em meu coração
A de sorrir comigo mesmo foi a que mais senti falta...
Como é bom admirar um sorriso, dar aquele abraço apertado,
Entre outras coisas ver que a vida te proporciona alegria, para superar
As tristezas que insistem em nos habitar...
E por mais que seja difícil, você se levanta e olha pra frente.. e vai...
Assista um bom filme enrolado no cobertor..
Beije quem lhe ama.
Abrace quem lhe adora, e veja que existe sentido sim.
É nas dificuldades que vemos o quão forte somos.
Eu prefiro continuar assim, mesmo que a tristeza volte,
Eu pintarei sorrisos
Seja giz de cera, tinta guache ou até graxa de sapato.
Não importa!
E mostro que sim, sou feliz!

domingo, 12 de junho de 2011

Caminhando...


Seguir. 
Tão difícil é essa palavra nos momentos em que nos vemos perdidos...
É claro, que também é escuro.
Nestes dias em que me pego só, senti a falta d´Ele. 
Hoje abri meu coração e lá estava onde nunca saiu,
Meu Deus que nunca me abandona nos momentos de dificuldade. 
Assim como está sempre comigo quando riu e me divirto.
E por mais que ainda tenha sinta esse vazio, a sensação agora não é de estar perdido.
E de ver que me perderam.
Que tão posto ao lado de uma estátua fui colocado.
Como um desses anjos de praça, jogando toda água de si fora.
Hoje me vejo, mesmo que ainda tentando me erguer...
Como se asas quebradas tivera.
Mesmo que essas asas seja o amor, que por mim sentira.
E assim vou.
Caminhando.
Solitário como um lobo que um dia fui.
Mas diferente, agora posso voar.

Em homenagem ao 123° aniversário de Fernando Pessoa uma poesia de sua autoria.

Quando estou só reconheço
Se por momentos me esqueço
Que existo entre outros que são
Como eu sós, salvo que estão
Alheados desde o começo.
E se sinto quanto estou
Verdadeiramente só,
Sinto-me livre mas triste.
Vou livre para onde vou,
Mas onde vou nada existe.
Creio contudo que a vida
Devidamente entendida
É toda assim, toda assim.
Por isso passo por mim
Como por coisa esquecida.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Pesar do destino...


"Não me pergunte porque...
Mas sei que está lá.
Eu não preciso ver...
Não preciso saber com quem falas.
Nem com quem andas.
Na sua despedida eu vi
E ouvi tudo aquilo que me toma..

O seu pesar é esse...
O meu não mais importa..
Estou a seguir, tudo aquilo que deixei por ti.
Olho pra frente, não mais vejo você..
Se estiver, não ei de passar.
Pode chorar
Por que não choro mais.
Tudo o que era dor, queimou
O que esta dentro de mim, e dentro de você..
É terrivel, mas não estou mais morrendo
Estou subjulgando as forças que tenho
Estou subestimando toda minha capacidade
Por que agora, ergui a cabeça e fui...
E mesmo que a sensação é de carregar algo pesado
Queimando por fora, e congelando por dentro...
De hoje em diante esqueça meu atos
Esqueça minha dor...
Esqueça meu amor...."

João Átila


Inpisrado na "beleza da dor" de Allan Saymon
Ao som Stop Hauting Me - Sunset Midnight

domingo, 15 de maio de 2011

Faz chover Senhor, em minha vida...


Hoje seria mais um domingo de louvor como os outros que tocam meu coração...
Mais me senti vazio, e percebi o quanto tenho errado com o Senhor...
Percebi o quanto tenho deixado de cumprir a bondade que há em mim na vida
Tenho me tornado amargurado e um sentimentalista sem igual...
Eu ainda tenho muito a aprender contigo meu pai, me ensina, me acalma e me conforta...
Que o senhor esteja na direção de minha vida, e que possa me mostrar onde estou errando..
Me permita sorrir com figado novamente, e me permita sentir aquilo que me faz tanta falta...
Eu te agradeço por todos os dias que chove, e que nessa chuva minha alma seja banhada com teu poder...
Pai,
Senhor...
Eu o amo.

domingo, 8 de maio de 2011

Mais do mesmo...


Preciso disso...
Viver...
Respirar...
Sentir...
Me afogar se possível...
Adrenalina, forte e sem gelo...
Ainda não entendo, mas o vazio é tanto que não o sinto mais...
Sabe a sensação de ser atingido por algo que te queima por fora e te congela por dentro?
É mais ou menos assim....
Talvez seja a mais pura ingratidão com Deus que tem feito coisa boas em minha vida.
Ou apenas a falta de paciência de espera, logo eu que paciência é meu forte, levo a vida num marasmo tão intenso que chega incomodar.
Um silêncio gritando dentro de mim...
To querendo voar, mas nao quero mais aterrissar... apenas seguir em frente, mas não sei pra onde...
Ou apenas com as palavras esteja perdendo o jeito...
O que sei é que vivo sem pensar mais no amanhã...
O hoje e apenas hoje, que mesmo não mudando muito...
Pode ser só mais um dia ou o ultimo...
Mesmo sabendo de tudo isso, te agradeço Senhor, e me perdoa por não esta enchergando as coisas maravilhosas que tens feito por mim...

Ao som, Steve Vai, For The Love of God

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Homenagem à você...


Ao ser que admiro muito.
Que compôs os mais belos sorrisos, nos mais diferenciados rostos
É você, grande nos gestos, enorme na simplicidade.
Você que entrou em um concurso de sósias de você mesmo, e ficou em 3° lugar.
Irreverente.
Em você me inspirei para fazer esse blog.
Essa é minha homenagem.
Ao rei, do cinema mudo.
Charles Chaplin, único.



"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos." - Charles Chaplin

quarta-feira, 20 de abril de 2011

....Musica...


"Chovia forte...
Estava no carro, frio...
Escutava uma musica, logo após veio essa, choro...
Saudade, lembranças...
Te ligo, você não atende...
...tempo, depois você me liga, riso...
e em mim fica, ilusão...
Saudades... vazio... Amor..."


"Poderia por muitas musicas que me fazem lembrar de você, de nós...
Ao som de Vanessa da Mata, Musica"

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Até quando....

"A união faz a força, principalmente quando Deus é o centro dela..."
"A unica coisa tão inevitável quanto a morte é a vida"- Charles Chaplim


Até quando vamos ver cenas lamentáveis como a que aconteceu na escola no Rio, ou da estudante de radialismo que fora assassinada por causa de uma informação que pedia...
Senhor acolha essas almas que em sua inocência  precisam muito do teu amor...

Até quando vamos nos chocar com a brutalidade realizada pelo homem para com seu próximo?...
Vivemos em mundo cheio de culturas e manias, mais temos algo em comum, a vida...
Já diziam os antigos filósofos que o homem tem em sua natureza o egoísmo...
Sem o amor de Deus em nossos corações somos como animais que vivem apenas pelo instinto de sobrevivência, que ignora quaisquer lógica ou raciocínio...
Seriamos cegos, surdos e mudos...
Será que o homem com o dom do raciocínio, viveria melhor se não o tivesse?
Eu acredito que fazemos muitas coisas boas, assim como também fazemos coisas ruins, educar a mente e o espírito pode é  a alternativa mais sábia...
Também nos serve a história que desde pequeno minha mãe me conta, o passarinho que tentava apagar o fogo na floresta sozinho...
Façam sua parte independente do outro, se for para o bem, o bem comum prevalecerá...
Amem uns aos outros, amem seu próximo....
Que nossas lágrimas não sejam apenas tristezas...
Que Deus esteja sempre conosco...

"Ao som de Fagner - Oração de São Francisco de Assis"

domingo, 3 de abril de 2011

Hoje..


Hoje vi mais um entardecer lindo, assim como todos os dias que o sol se põe.
E por mais um dia a palavra de Deus foi cumprida em nossas vidas...
Hoje apenas queria agradecer...
Por minha vida, pela água, pelo ar...
Por todos que amo, por todas as dificuldades...
Por todas as superações, e por todas as oportunidades...
Pelo conforto ao coração em dolo, e por nos mantermos firmes e fieis a ti...
Em tudo tenho sentido a presença d´Ele, e em tudo sei que Ele está.
Obrigado por tudo meu Senhor.

quarta-feira, 23 de março de 2011

Em combustão...


A tempos que venho com essa vontade de explodir, e te dizer tudo o que sinto...
Novamente, ouviria aquilo que já ouvi e ouviria que você já sabe....
Não tenho o menor pudor em dizer que te amo, mesmo que eu me afogue nesse mar, ou me queime nele...
Minha vontade era de pular de para-quedas ou de ir numa montanha russa bem alta...
Adrenalina, sinto falta....
O fogo me tomou junto com a saudade e estou queimando...
Me sufoca, não poder te dar o que sinto... 
Me sufoca não poder ter você em meus braços...
A vontade é rasgar a garganta com um grito desesperado, ao mesmo tempo aliviado...
Até que as forças se vão de mim, até o ponto de perder a voz e a consciência....
De pintar o céu de vermelho fogo, e queimar junto com ele...
Como uma lança em chamas, com a ponta congelada....
É assim que sinto o meu coração perfurado...


"O amor é um animal selvagem
Ele te respira ele te procura
Ele se aninha sob corações partidos
E vai à caça quando há beijos e velas
Ele chupa com força nos seu lábios
E cava túneis entre suas costelas
Ele cai suavemente como neve
Primeiro ele fica quente então frio por fim ele machuca"


Trecho da musica AMOUR, Ramstein...

quarta-feira, 9 de março de 2011

Numbing me



Mais uma manhã em que meus dias tem sido arrastados, para que algo aconteça...
Após fazer minha barba hoje, lembrei dos meus 15 anos onde nada importava a não ser a felicidade.
Também observei o quanto meu rosto estava triste e amargurado (isso passa...)
Então me dei conta de que meu estado era de entorpecimento.
Nada além de cansaço em meu corpo, e noites se não dias mal durmidos.
Li um conselho do Chico Buarque ontem, e me caiu como um despertar.

"Ouça um bom conselho
Que eu lhe dou de graça
Inútil dormir que a dor não passa"

Ao som de Comfotably Numb - Pink Floyd
Mais um solo em minha guitarra.
A saudade permanece aqui junto com o amor...
E agradeço a Deus por todas as oportunidades.
Que o Senhor seja minha rocha forte sempre.

"O caminho do homem é reto aos seus olhos,
mas é o Senhor que sonda os corações"
(provérbios cap21 ver. 1-2)

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Thieves....


 Mais uma nova manhã raiou hoje.
Ao costume o sorriso de mais um dia viria ao meu rosto, mas ao invés disso me veio o choro...
A saudade de uma maneira sutil veio, e em meus pensamentos lá estávamos...
Quando olhei para os lados você não estava lá...
Já faz um tempo que não consigo ouvir legião urbana, Eduardo e Mônica sem você não há sentido...
Sua ausência é visível em meu sorriso abatido.
Os solos da minha guitarra tocara "last kiss" logo cedo...
Será que haverá tempo? para um ultimo beijo? será que vai ser isso?
Não sei...
Inumeras músicas poderia colocar aqui hoje, que nos lembraria...
Ao som de "She and Him - Thieves"
"Por que pintaram ladrões a nossa volta"
"E por que eles nos roubaram, de nós mesmo..." 

João Átila

sábado, 22 de janeiro de 2011

O tempo, o tempo não para...



Hoje de manhã acordei com uma doce voz me dando bom dia, 
e lembrei quão bom era quando voce estava comigo
Lembro da primeira vez que a ouvi, parecia musica em meus ouvidos.
Os primeiros toques de pele, o primeiro abraço, o primeiro beijo.
O cheiro de campim limão, e tuas mãos macias.
Da primeira sincronicidade.
E como diria o grande poeta:

"Cansado de correr
Na direção contrária
Sem pódio de chegada ou beijo de namorada
Eu sou mais um cara
  Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não pára 
               Não pára, não, não pára"     (Cazuza)


"Até quando o passado vai tocar
A ponto de mim, te afastar
Com a incerteza na mão
E o sangramento do teu coração
Com a proposta de esperar
Mas o tempo não há de parar.
Penso que isso tudo vai passar
E o meu amor por você prevalecerá
Assim espero, Deus mostrar..."
                                               João Átila

Bem que dizem, o mais belos versos são aqueles que a tristeza os tocam
Que Deus seja sempre nossa rocha forte

domingo, 16 de janeiro de 2011

Um pouco mais de esperança...


Passei um tempo fora do blog, estou voltando....
Em meios as turbulências vividas na vida pessoal vejo nada mais desconsolador que os desastres naturais que vem ocorrendo esses dias, que tenho visto pela televisão que esta comovendo o país, com cenas lamentáveis de choro e desespero de brasileiros.
Creio que não podemos nos dar ao luxo de sermos indiferentes, ou sequer preconceituosos (isso é para os que pregam o separatismo) devemos ajudar com o que podemos.
Tenho  agradecido à Deus por todas as coisas que Ele já fez por mim, por estar vivo, por estar bem, mais não paro de pensar nos que estão sofrendo com a calamidade que ocorre.
Que Deus possa confortar todos aqueles que ainda sofrem com a chuva, que seus corações estejam repletos de amor e esperança.
Que Deus possa confortar a alma daquele que partiram, que a dor causada seja aliviada.
Obrigado Senhor por todas as oportunidades