sábado, 22 de janeiro de 2011

O tempo, o tempo não para...



Hoje de manhã acordei com uma doce voz me dando bom dia, 
e lembrei quão bom era quando voce estava comigo
Lembro da primeira vez que a ouvi, parecia musica em meus ouvidos.
Os primeiros toques de pele, o primeiro abraço, o primeiro beijo.
O cheiro de campim limão, e tuas mãos macias.
Da primeira sincronicidade.
E como diria o grande poeta:

"Cansado de correr
Na direção contrária
Sem pódio de chegada ou beijo de namorada
Eu sou mais um cara
  Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não pára 
               Não pára, não, não pára"     (Cazuza)


"Até quando o passado vai tocar
A ponto de mim, te afastar
Com a incerteza na mão
E o sangramento do teu coração
Com a proposta de esperar
Mas o tempo não há de parar.
Penso que isso tudo vai passar
E o meu amor por você prevalecerá
Assim espero, Deus mostrar..."
                                               João Átila

Bem que dizem, o mais belos versos são aqueles que a tristeza os tocam
Que Deus seja sempre nossa rocha forte

domingo, 16 de janeiro de 2011

Um pouco mais de esperança...


Passei um tempo fora do blog, estou voltando....
Em meios as turbulências vividas na vida pessoal vejo nada mais desconsolador que os desastres naturais que vem ocorrendo esses dias, que tenho visto pela televisão que esta comovendo o país, com cenas lamentáveis de choro e desespero de brasileiros.
Creio que não podemos nos dar ao luxo de sermos indiferentes, ou sequer preconceituosos (isso é para os que pregam o separatismo) devemos ajudar com o que podemos.
Tenho  agradecido à Deus por todas as coisas que Ele já fez por mim, por estar vivo, por estar bem, mais não paro de pensar nos que estão sofrendo com a calamidade que ocorre.
Que Deus possa confortar todos aqueles que ainda sofrem com a chuva, que seus corações estejam repletos de amor e esperança.
Que Deus possa confortar a alma daquele que partiram, que a dor causada seja aliviada.
Obrigado Senhor por todas as oportunidades