sexta-feira, 20 de maio de 2011

Pesar do destino...


"Não me pergunte porque...
Mas sei que está lá.
Eu não preciso ver...
Não preciso saber com quem falas.
Nem com quem andas.
Na sua despedida eu vi
E ouvi tudo aquilo que me toma..

O seu pesar é esse...
O meu não mais importa..
Estou a seguir, tudo aquilo que deixei por ti.
Olho pra frente, não mais vejo você..
Se estiver, não ei de passar.
Pode chorar
Por que não choro mais.
Tudo o que era dor, queimou
O que esta dentro de mim, e dentro de você..
É terrivel, mas não estou mais morrendo
Estou subjulgando as forças que tenho
Estou subestimando toda minha capacidade
Por que agora, ergui a cabeça e fui...
E mesmo que a sensação é de carregar algo pesado
Queimando por fora, e congelando por dentro...
De hoje em diante esqueça meu atos
Esqueça minha dor...
Esqueça meu amor...."

João Átila


Inpisrado na "beleza da dor" de Allan Saymon
Ao som Stop Hauting Me - Sunset Midnight

domingo, 15 de maio de 2011

Faz chover Senhor, em minha vida...


Hoje seria mais um domingo de louvor como os outros que tocam meu coração...
Mais me senti vazio, e percebi o quanto tenho errado com o Senhor...
Percebi o quanto tenho deixado de cumprir a bondade que há em mim na vida
Tenho me tornado amargurado e um sentimentalista sem igual...
Eu ainda tenho muito a aprender contigo meu pai, me ensina, me acalma e me conforta...
Que o senhor esteja na direção de minha vida, e que possa me mostrar onde estou errando..
Me permita sorrir com figado novamente, e me permita sentir aquilo que me faz tanta falta...
Eu te agradeço por todos os dias que chove, e que nessa chuva minha alma seja banhada com teu poder...
Pai,
Senhor...
Eu o amo.

domingo, 8 de maio de 2011

Mais do mesmo...


Preciso disso...
Viver...
Respirar...
Sentir...
Me afogar se possível...
Adrenalina, forte e sem gelo...
Ainda não entendo, mas o vazio é tanto que não o sinto mais...
Sabe a sensação de ser atingido por algo que te queima por fora e te congela por dentro?
É mais ou menos assim....
Talvez seja a mais pura ingratidão com Deus que tem feito coisa boas em minha vida.
Ou apenas a falta de paciência de espera, logo eu que paciência é meu forte, levo a vida num marasmo tão intenso que chega incomodar.
Um silêncio gritando dentro de mim...
To querendo voar, mas nao quero mais aterrissar... apenas seguir em frente, mas não sei pra onde...
Ou apenas com as palavras esteja perdendo o jeito...
O que sei é que vivo sem pensar mais no amanhã...
O hoje e apenas hoje, que mesmo não mudando muito...
Pode ser só mais um dia ou o ultimo...
Mesmo sabendo de tudo isso, te agradeço Senhor, e me perdoa por não esta enchergando as coisas maravilhosas que tens feito por mim...

Ao som, Steve Vai, For The Love of God