terça-feira, 13 de março de 2012

Qual o valor de cada palavra?


As palavras tem um dom especial na vida de cada um, são elas que nos mostram como somos realmente, elas expressam o que o coração sente vontade de dizer. Podendo fazer-nos sorrir, chorar, brincar, sentir e até ferir. As palavras podem calar os corações mais inquietos, agitar os mais gélidos e transformar o imutável.
Palavras não são pequenas diante dos sentimentos.
Elas nos mostram que podemos viajar entre mundos sem sequer sair do lugar.
As palavras são poderosas e muitas vezes incompreendidas
Quais são as palavras que você mais usa na vida? 
E qual o significado de cada uma delas para você? 
Eu encontrei esse livro espírita e dentro dele tinha esse "vocabulário da vida" escrito pelo autor Luiz Gonzaga Pinheiro. 
Além de belíssimas definições de palavras que continha no livro, ainda me inquietou pela falta de algumas palavras que acredito que são também fundamentais. Pelo menos uma delas não existe no vocabulário tradicional, foi uma invenção... Então propus a algumas pessoas quem tem o dom de escrever com os sentimentos a definição das que faltaram e as coloquei antes do texto do livro.

Arengamento - É quando um simples carinho não é o suficiente para demonstrar que aquela pessoa é muito especial para você, você arenga com ela para mostrar que o importante é estarmos juntos, independente de tudo.

Amor - Amor é o substantivo mais concreto de todos os que dizem ser abstrato. Porque cada um sabe o que ama e ama mais ainda quando pode tocar. De abstrato não tem nada. Amor não é como o vento, não é como o mar, amor é caleidoscópio. Aparentemente uma mesma coisa, mas cada um, cada olhar que esbarrar nele vai ter uma imagem diferente. Por que amor para mim nunca será amor para outra pessoa, nem para o meu amor mesmo...
Esperança - É a pausa que faz refletir e agradecer. É recomeçar e ir...
 
Bondade - Bondade é a capacidade de pensar em se colocar no lugar de outro, querer o bem e só esperar como recompensa a satisfação de ter tido a capacidade de ajudar.

Intuição - Acredito que seja a percepção mais pessoal que alguém pode ter. Pressentimento, um pré-entendimento, uma quase antecipação de fatos, ou eventos. O sexto sentido.

Por Jefferson Garoto
Impulsividade - é o estar antes do ser. É dedicar-se ao sentir sem nada temer. É viver sem pensar e esquecer de morrer...



O Vocabulário da Vida
(Do livro "O Homem que veio da sombra")

Adeus: É quando o coração que parte deixa a metade com quem fica
 
Amigo: É alguém que fica para ajudar quando todo mundo se afasta

Amor ao próximo: É quando o estranho passa a ser o amigo que ainda não abraçamos
 
Caridade: É quando a gente está com fome, só tem uma bolacha e reparte.

Ciúme: É quando o coração fica apertado porque não confia em si mesmo.

Carinho: É quando a gente não encontra nenhuma palavra para expressar o que sente e fala com as mãos, colocando o afago em cada dedo
 
Cordialidade: É quando amamos muito uma pessoa e tratamos todo mundo da maneira que a tratamos

Doutrinação: É quando a gente conversa com o Espírito colocando o coração em cada palavra

Evangelho: É um livro que só se lê bem com o coração 

Entendimento: É quando um velhinho caminha devagar na nossa frente e a gente, estando apressado, não reclama.

 Evolução: É quando a gente está lá na frente e sente vontade de buscar quem ficou para trás

Fé: É quando a gente diz que vai escalar um Everest e o coração já o considera feito
 
Filhos: É quando Deus entrega uma jóia em nossas mãos e recomenda cuidá-la.

Fome: É quando o estômago manda um pedido para a boca e ela silencia.

Inimizade: É quando a gente empurra a linha do afeto para bem distante.

Inveja: É quando a gente ainda não descobriu que pode ser mais e melhor do que o outro. 
Lágrima: É quando o coração pede aos olhos que falem por ele.

Lealdade: É quando a gente prefere morrer que trair a quem ama.

 Mágoa: É um espinho que a gente coloca no coração e se esquece de retirar

 Maldade: É quando arrancamos as asas do anjo que deveríamos ser
Morte: Quer dizer viagem, transferência ou qualquer coisa com cheiro de eternidade.
 
Netos: É quando Deus tem pena dos avós e manda anjos para alegrá-los.

Obsessor: É quando o Espírito adoece, manda embora a compaixão e convida a vingança para morar com ele.

Ódio: É quando plantamos trigo o ano todo e estando os pendões maduros a gente queima tudo em um dia.
 
Orgulho: É quando a gente é uma formiga e quer convencer os outros de que é um elefante.
 Paz: É o prêmio de quem cumpre  honestamente o dever

Perfume: É quando mesmo de olhos fechados a gente reconhece quem nos faz feliz.

Preguiça: É quando entra vírus na coragem e ela adoece.

Pessimismo: É quando a gente perde a capacidade de ver em cores.

Perdão: É uma alegria que a gente dá e que pensava que jamais a teria.

 Preguiça: É quando entra vírus na coragem e ela adoece

Raiva: É quando colocamos uma muralha no caminho da paz.

Saudade: É estando longe, sentir vontade de voar; e estando perto, querer parar o tempo.
 Sexo: É quando a gente ama tanto que tem vontade de morar dentro do outro

Simplicidade: É o comportamento de quem começa a ser sábio.

Sinceridade: É quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho.
Solidão: É quando estamos cercados por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.
Supérfluo: É quando a nossa sede precisa de um gole de água e a gente pede um rio inteiro.
Ternura: É quando alguém nos olha e os olhos brilham como duas estrelas
 
Vaidade: É quando a gente abdica da nossa essência por outra; geralmente pior.




"Agradecimentos à : Taynná Griip, Rebeca Gondim e meus amigos lupinos Jeff, Diego e Ivinho. "

2 comentários:

  1. Parabéns irmão, essas postagem foi perfeita.Muito impactante a mensagem.
    A hug!!

    ResponderExcluir